22 de mai de 2017

E com mais outro desafio!

Há um tempo não apareço por aqui, não que eu não tenha novidades, mas elas devem ser amadurecidas com o tempo, como qualquer outra coisa que desejamos.

Em outro post comentei que teria um novo desafio: correr.  Esse desafio que coloquei para mim mesma ficou congelado. Por um grande motivo: ODEIO correr. Eu sei que está na moda, que faz bem para o físico e para a mente, blábláblábláblá. Também sei que seria uma enorme desafio. Desde os meus AVCs, não corri nada além de uns poucos metros.  Se me empenhasse, sei que conseguiria correr até uma maratona se quisesse.

Mas resolvi tentar outra atividade que nunca tinha feito na vida, nem quando criança.  Entrei na aula de BALLET! Isso mesmo, Ballet! Com sapatilha, e todos o resto que acompanha a atividade.


Cerca de uma ano, fui muito incentivada por uma amiga, que também é aquela maravilhosa fonoaudióloga que cuidou de mim pós-AVC para que eu voltasse e engolir e a falar.  Me lembro que ela falava que eu tinha que tentar entrar numa aula de Ballet, que seria maravilhoso para mim, que a minha falta de equilíbrio iria melhorar, que a música faria um bem danado a minha alma, que a lateralidade (esquerda e direita) iria melhorar também, até da melhora física, da força, etc.  Uma infinidade de benefícios....

Mas eu não me achava capaz na época. Não teria força na minha perna afetada, que não conseguiria fazer a tal da meia-ponta que toda bailarina tem que fazer (não estou falando da ponta não!), que ficaria na sala que nem uma barata tonta pela falta de equilíbrio, e sei lá mais o quê!

E o tempo passou mais um pouco, até que duas amigas da academia me incentivaram e pediram para eu fazer uma aula experimental. E lá fui eu me desafiar mais uma vez!

Há 8 meses que faço aulas regularmente, duas ou três vezes na semana. Me apaixonei! <3
Foi difícil no início? FOI E É DIFÍCIL ATÉ HOJE
Continua sendo difícil depois desses oito meses? CONTINUA
Melhorei a força nos pés? MUITO
Melhorei a força nas pernas? DEMAIS
Melhorei o meu equilíbrio? MUITO
Ainda tenho o que melhorar? SEMPRE, SEMPRE, SEMPRE

O que eu acho importante salientar aqui é que devemos manter o foco em nossa melhora.  Sem esse objetivo claro em nossa mente, ficaremos sempre a um passo atrás de nos desafiar a tentar e consequentemente de conseguir o que tanto queremos.

Hoje, quase 7 anos depois dos AVCs, posso dizer que estou quase lá...

Precisamos tentar sempre, ter em mente que o nosso objetivo primeiro é ficar boa/bom, melhor do que ontem, muito melhor que no ano passado, e assim por diante.


Dedico esse post às bailarinas que me incentivam diariamente, e em especial à professora Ale que me recebeu em suas aulas de braços abertos e que me desafia a cada aula, sempre pedindo para eu ir além!



34 comentários:

  1. Adorei! Até me de vontade e retornar às aulas da memorável Lia Bastian Meyer, titular da escola de ballet no Teatro Sao Pedro, em Porto Alegre, aulas que tive que abandonar após ter recém começado, porquê minha irmã, que era maior e mais velha desistiu, e eu nao tinha com quem ir. Assim, foram guardadas minhas sapatilhas.

    ResponderExcluir
  2. Cara Adriana. Desde que conhecemos a sua história e seu blog, redobramos nossas esperanças na recuperação do Raul, meu marido. Ele mesmo ainda é relutante em ler seu blog, apesar de eu insistir bastante. Mas, como vc disse, tudo tem seu tempo. O Raul sempre gostou de cavalos e hj faz equoterapia que tem ajudado mto em sua recuperação, equilibrio e sensibilidade no lado esquerdo. Admiro a sua persistência e torço por suas conquistas. Um abraço
    Beatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beatriz, continue com a esperança na melhora de Raul! Melhoras para o guerreiro

      Excluir
  3. Muito linda a sua história, eu também tive um AVC isquêmico com meus 25 anos, no ano de 2014. Hoje chegando aos meus 28 estou perfeitamente normal, voltei a estudar, trabalhar, dirigir, e tenho um cuidado mais especial com minha alimentação, pratico exercícios físicos, e graças a Deus não fiquei com sequelas pelo fato de ser jovem e ter a recuperação mais rápida. Abraços e lembre-se que Deus nunca abandona os seus filhos! :) Tarcilla Felix.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tarcilla, fiquei muito feliz em saber que você hoje leva uma vida normal e mais saudável! Parabéns!

      Excluir
  4. Fico maravilhada com seu blog me ajuda muito.meu maior desejo é me vestir soznha de novo e fazer um rabo de cavalo em mim mesmaAntes que eu comece a chorar Parabens e obrigada.Isa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isa, fico muito feliz em ajudar com o meu blog! :)
      Você é uma guerreira e deve correr atrás de seus sonhos! Sei quanto vale cada conquista dessas! Sucesso na luta!

      Excluir
  5. não suma por tanto tempo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tento sempre elaborar na minha cabeça boas histórias para contar a vocês, e mostrar que devemos continuar nessa luta, ela nunca para!

      Excluir
  6. Adriana tão feliz de ler um novo texto seu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, novos projetos de escrever mais e em um novo formato já estão sendo elaborados na minha cabeça! Em breve anunciarei novidades!

      Excluir
  7. oi adriana estou na luta contra a paralisia que fiquei do lado direito
    ha 8 meses> Adorei o blog ,apesar de tudo ! Sou servidora publica (de licenca) e queria saber se vc voltu a escrever normal? Precisou de ajuda do to?abçs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hilca, continue na sua luta! Temos que fazer isso mesmo, lutar!
      Voltei a escrever sim. No início fiz muito exercícios com a TO, e depois aos poucos. Vou dizer que a minha letra mudou e que a velocidade com que eu escrevo hoje não é a mesma de antes. Mas a gente vai se adaptando!

      Excluir
  8. Olá, seu blog está iluminando meus pensamentos... hj fazem 8 dias que minha mãe teve um avc isquêmico, porém em cti ainda continua com ventilação mecânica e com pneumonia e infecção urinária... o dela afetou lóbulo parietal e é um pouco do occipital. Estão tirando a sedação aos poucos e ela está acordando já com traqueostomia ... ela sempre acorda agitada e voltam a sedação. Isso aconteceu com vc?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela! e desculpa a demora, mas parece que tive um problema no blog essa semana. Espero que sua mãe esteja melhor. Qto a sua pergunta: não acordava agitada depois da sedação não. Converse com o neurologista, pois esta agitação pode ser normal no quadro dela.
      Qualquer outra dúvida, estarei por aqui!
      Melhoras para sua mãe.

      Excluir
  9. Olá Adriana!
    Estou passando por uma situação difícil. Gostaria tanto de conversar com vc por email. Seria possível?
    Meu email anaccapela@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana. Acredito que já nos comunicamos pelo Facebook, certo? Deixo aqui o meu e-mail pessoal para nos comunicarmos: a.baltar@yahoo.com

      Excluir
    2. Mandei um e-mail 10economy@gmail.com Camila

      Excluir
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  11. Olá tenho uma história triste q estou vivendo cm a minha filha,Ela estava grávida de sete meses e evoluiu cm uma pré eclampsia e o BB entrou em óbito ainda na barriga da minha filha , no dia 09/07/17 fizeram uma cesariana e daí por diante á pressão dela não normalizou veio pra casa com a pressão controlada mas foi chegar em casa começou a piorar, foi internada novamente e lá no hospital no dia 17/08/17 teve um AVC violento,apesar de ser isquemico afetou a região do cerebelo e região occipital em grande exetencao tal vez também tenha afetado o tronco mas ainda ñ foi feito uma ressonância para diagnosticar.Foi realizado uma cirurgia para descompressão no dia 18/09 17 retiraram parte do cerebelo . O diagnóstico foi visto muito tarde pois aconteceu um dia antes da realização da tomografia porque a equipe medica achou q era fingimento da minha filha q estava vomitando muito e cm forte dor de cabeça, ela mal conseguia parar em pé dizia que estava tudo rodando . Hj ela se encontra na UTI o estado dela ainda é grave , Ela não fala está cm traqueostomia, perdeu os movimentos de tds os membros só mexe os olhos responde por sinais , entende o q conversamos cm ela, mexe os dedos dos pés. Estou muito preocupada porque além disso ela contraiu uma meningite bacteriana mas está sendo tratada mas estou preocupada com a falta de movimentos e ao ler sua história vi q á recuperação é possível. Minha filha só tem 23 anos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vera, espero que a sua filha esteja melhorando. Pense que ela é jovem e assim tem grande chance de correr atrás da reabilitação. Sei que o AVC dela foi muito grave, assim como o meu. Mas não se deixe abater com o parecer dos médicos quanto à recuperação dela. Isso dependerá dela e dos profissionais que a acompanharão. Ela inda tem um grande caminho pela frente, tanto da vida dela como da reabilitação dela nesse momento. Fique atenta para que ela não entre num quadro depressivo, o que é muito comum nesses casos.
      Mande notícias!

      Excluir
  12. Alguém tomava anticoncepcional??? O neuro falou que é lixo q colocamos pra dentro!!! Nunca mais tomo! Tudo indica q foi a causa fe meu avc dia 22 demarço desse ano... Tenho 31 anos...estou me recuperando aos poucos... O lado esquerdo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando tive meu avc não tomava nada. Existe o risco sim, mas não foi isso a causa do meu!

      Excluir
  13. Que delicia de texto confessional. Eu, por conta do esporte que fiz na juventude (patinacao artistica), tive que fazer ballet e jazz e, sinceramente, achei muito legal. Realmente, sao duas expressoes que nos ensinam sobre o corpo, o equilibrio...ah! fiz patinacao porque minha mae nao queria que eu me transformasse em maconheiro de ipanema (kkkk). Falei pra ela, ja idosa, que eu poderia ter virado maconheiro anyway e, se levasse jeito (o que nao eh o caso e nunca foi), me tornar gay...kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkk
      achei muito divertido o seu relato.
      Atividade física realmente agrega, e muito, na qualidade de vida em geral. Descobri o quanto foi importante essa "poupança"que fiz desde jovem ao me recuperar do AVC. Como isso foi importante! Agradeço diariamente isso!

      Excluir
  14. Alguém sabe dizer se é possivel detectar avc(de qualquer tipo)se este aconteceu há praticamente um ano e não foi tratado, fazendo análises e/ou exames tardios? e que análises e/ou exames devem ser feitos nesse caso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não saberia te responder... Vai depender da extensão do AVC, eu acredito.

      Excluir
  15. Boa noite tudo bem?!

    Me chamo Karina, tenho 26 anos, com 16 anos descubri um ma formação no tronco encefalico. De 2007 a 2011 tive 3 hemorragias, a 1° demorei 5 meses pra recuperar.
    Em 2016 aconteceu mais 2 sangramentos, fiquei com o lado esquerdo dormente, visao dupla, nao ando, sem equilibrio. Precisei passar por cirurgia de valvula e uma para retirar o cavernoma, peguei pneumonia, meningite e kpc, e tbm coloquei traqueo.
    Passado oito meses descubri que o cvernoma nao foi removido, passei por outra cirurgia em dez 17, agora o dr confirmou a retirada de todo o mav, agora tenho que me reabilitar.
    Tenho fe que me recuperarei, mesmo sendo demorado.

    Gloria a Deus!

    ResponderExcluir
  16. peço para meu marido ler seu blog todo dia pra mim, esta me ajudando muito, quando bate o desepero peço para ler, tenho muito medo e pensamentos negativos.

    Deus abençõe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Karina! Imagino a luta que vc está para a sua recuperação. Não desista nunca!!!
      Pensamentos negativos aparecem mesmo, mas precisamos espantá-los o mais rápido possível mesmo. Fico feliz em poder ajudá-la, mesmo que de forma tão indireta! Temos sempre que buscar a nossa melhora depois de um AVC.

      Siga firme na luta!

      Excluir
  17. Oi Adriana, poderia me passar seu email?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Simone,
      meu email é o a.baltar@yahoo.com

      Excluir
  18. Boa noite...tive AVC isquêmico dois 05/06/18...3 dias na UTI e 7 no quarto já ando com bengala, faço almoço porém ando devagar pois o lado esquerdo abalou....exames caríssimos detectaram um problema congenito no coração que provavelmente será operado....todos os exames estão normais.porem tem 1 semana q do dou fé te a noite....estou muito abalada com isso medo de morrer constante...meu psicológico está esvaindo.nyvea 34 anos_ Goiânia

    ResponderExcluir