16 de out de 2012

Volta à academia

Voltei à academia depois de 1 ano e 3 meses depois do meu AVC.  Encarando tudo de uma forma muito diferente do que antes do meu derrame.

Para quem se exercitava sempre e com uma certa facilidade, encarar com minhas novas limitações é no mínimo interessante.

Existe um desiquilíbrio evidente entre o meu lado direito e o meu lado esquerdo.  Não posso exercitar apenas onde tenho força.  Dentro do meu novo limite estabelecido, desafio o lado direito (o lado comprometido) a me responder.

O primeiro passo é identificar quais atividades dou conta de fazer.  Minha "localizada" de anos a fio é uma que abri mão (pelo menos, temporariamente).

Testei uma aula chamada Kinesis (o que é?).  No dia seguinte tentei fazer uma aula de abdominal.  Ralei... é o que tenho a dizer.  "Acordar" os músculos que estavam parados não tem sido fácil, mas como uma boa malhadora que sempre fui não desistirei.

Tudo dentro dos meus limites, mas aquela dorzinha infernal de quem volta a malhar me pegou.  Conclusão: dos 5 dias úteis, apenas fui 2 dias na academia.  Na semana seguinte já consegui ir a 3 dias, e assim vou me condicionando para voltar ao treino 5 vezes por semana.

Fiquei com aquela dor muscular por alguns dias, mas sei que não era de lesão.  Era, sim, do meu organismo se adaptando aos exercícios de novo.

Na semana seguinte resolvi tentar uma outra aula (sim, estou testando tudo a que tenho direito).  Fiz Pilates e Alongamento.  Foi ótimo para mim.  Taí umas aulas que coloquei na minha grade de exercícios.  Vou virar Fã de carteirinha! 

Sempre deixei meus professores saberem o que tinha acontecido comigo.  Não que eu queria contar, apenas por contar, mas sim alertá-los de eventuais desiquilíbrios a que estaria sujeita (se vou "pagar mico", que seja de forma elegante!), além da diferença de força entre os lados do meu corpo.

 As dores já começaram a diminuir.  Eu não pareço mais uma pessoinha torta andando toda inclinada em casa por causa de minhas dores.  Isso aconteceu apenas por 2 dias!

Essa semana (a minha terceira), apesar de ter treinado poucos dias, tenho me sentido mais disposta.  Sem dores. E já arrependida dos dias que faltei! 

Outra coisa que tem sido muito importante parra mim na academia, é a possibilidade de fazer treinos de marcha na esteira.  Sempre reclamo que minha perna começa a puxar depois de pequena uma caminhadinha.  Quero superar isso!

A cada treino na esteira quero aumentar um pouco o tempo de caminhada, de modo que o meu corpo vá se acostumando e a perna "relembre" que meus dias são feitos de mais do pequenas caminhadas.  Se um dia tiver que "esticar" um pouco mais a caminhada, não vou querer ficar na mão com minhas perninhas!





Acredito que com um pouco de dedicação e persistência, a academia voltará a fazer parte da minha rotina.
Tenho certeza que voltarei a ter mais ganhos motores, além da força, é claro!



Nenhum comentário:

Postar um comentário