1 de abr de 2013

O retorno

Resolvi voltar à fisioterapia.  Decidi isso no meio do mês passado.

Depois que voltei à academia depois da minha última cirurgia, tenho reparado mais no meu corpo, ou pelo menos em algumas partes dele.

São alguns detalhes que quero ver se corrijo.  Não sei se esses detalhes são frutos apenas dos AVCs que tive, ou se é resultado de uma série de tratamentos que encarei nesses últimos anos.

Mas qualquer que seja o motivo, lá vou eu de novo para "minha" fisio N!  Feliz de estar voltado por esse motivo, e não pela urgência de um quadro!  (como foi depois do AVC)

Reparei nas minhas aulas de alongamento, pilates, a falta de firmeza tanto em meu joelho, como em meu tornozelo.  Não consigo manter meu lado direito tão estável como meu lado esquerdo.  No início do exercício, eu já sinto o meu joelho frouxo, sem conseguir se manter extendido sem vacilar.  O tornozelo fica querendo virar, como se quisesse torcer. 

 Acho que mais urgentemente são esses dois pontos que me incomodam mais.  É lógico que vou passar por um avaliação com ela antes de começar a fazer as sessões.

 Outro ponto que também quero ver com ela, é a necessidade ou não de fazer musculação para equilibrar os dois lados em relação à força feita.  É lógico que o meu lado esquerdo se encontra mais forte que o lado direito (o lado comprometido).  O mesmo peso do lado esquerdo parece ter x kilos, enquanto do lado direito, 5x kilos.


Muito ruim isso.  Posso até falar que em alguns momentos chega a ser frustrante.  Mas "vamo que vamo", porque afinal de contas é uma eterna recuperação.

Quando eu começar de verdade a fisioterapia, prometo novo post sobre o assunto.




Nenhum comentário:

Postar um comentário