2 de abr de 2014

Força para L!

Recentemente fiquei impressionada com o alcance do meu blog.


Comecei a escrever esse blog como um forma de terapia ocupacional e emocional na minha época de reabilitação e como passar a minha recuperação para outros pacientes, familiares, amigos, que estejam com alguém nessa situação, que tenham esperança na recuperação.

Uma família do Sul entrou em contato comigo, pois uma irmã/esposa/amiga teve um AVC de tronco assim como eu.  Todos muito envolvidos, como não pode ser diferente numa situação dessas, preocupados com o estado de L (voltei às minhas iniciais), mas, ao ler meu relato no blog, tiveram a esperança deles reacendida.

Muitas vezes não tenho a real noção de como posso ajudar as pessoas.  Sei que sou um exemplo de reabilitação, um milagre vivo, mas continuo sendo uma pessoa de coração simples, que acredita sempre num mundo melhor, e que muitas vezes não tem noção de como ajudo quem não conheço.  Acho que aqui entra aquele velho lema:  Fazer o bem, não importa a quem.

A sensação que tenho depois que falei com a família de L é que, depois que falaram comigo, reencontraram aquele fiozinho de esperança para lutar junto com ela nessa batalha que está apenas começando.

Comentei que essa batalha não vai ser fácil nem curta, mas que existe a possibilidade de achar as armas para enfrentar essa guerra de uma forma mais digna, mais eficiente.

Lamentei não ter registros de vídeo para mostrar a eles como eu estava, e como estou hoje... Tenho certeza que muitas pessoas que me conheceram depois da minha recuperação, não conseguem ter noção de como fiquei naquela época.  Sim, não tenho registros.  Não queria me ver como estava, mas sim imaginar que ficaria novamente boa.  Hoje eu lamento isso.  Antes tivesse pedido a minha irmã para gravar videos escondidos de mim...  Mas não o fiz. Paciência.

Estou aqui torcendo pela plena recuperação de L.  Ela é uma pessoa muito amada, e o que não vai faltar motivos para que ela desista dessa luta!

Sei que a família vai mostrar a ela esse meu post.

L, TÔ AQUI, DIRETO DO PLANALTO CENTRAL, TORCENDO POR VOCÊ!!!!  VOCÊ VAI FICAR BOA!

Um beijo a todos

23 comentários:

  1. Querida, você é um anjo que fará a diferença em muitas vidas! Parabéns pelo teu carinho com a família e amigos de "L". Beijos de luz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fátima, podendo ajudar um pouco a familia e a L, já fico muito feliz ao escrever esse blog para quem precisa!

      Excluir
  2. Cleusa Salete Tissianiabril 03, 2014

    Adriana tu és uma pessoa iluminada. Obrigada pela força, pelo carinho e pela atenção. Sou irmã da "L" e estamos muito agradecidos pela tua orientação . Para Deus tudo é possível. Cremos e acreditamos sempre na recuperação dela. Que Deus ilumine sua vida!!!! Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cleusa, tudo caminha para uma ótima recuperação de L! Força a todos!

      Excluir
  3. Me junto ao time, já que estamos em período de copa, dos que torcem pela recuperação de L. Como sobrevivente de um AVC, tenho a ideia do que todos estão passando, por isso não deixem de ter fê, foco nos resultados para atingir melhorias. O processo é lento, mas quem falou que temos pressa. Como disse bem Adriana "cada caso é um caso", o meu por exemplo deixou sequelas, mas estamos vivos pra contar pelo que passamos e como estamos hoje. Fé em Deus sempre.

    ResponderExcluir
  4. Oi Adriana!Gostaria de parabenizar sua atitude ao escrever o blog...sou estudante do último ano de psicologia e atendo num estágio uma paciente que sofreu um AVC há quinze anos e passou por tudo sozinha, sem acompanhamento psicológico e sem muito apoio familiar...ela chegou num estado complicado á clínica, já havia tentado se matar e estava planejando fazê-lo novamente...com as sessões ela foi tendo outro olhar sobre si mesma e hoje após dois meses de tratamento já não fala mais em suicídio...pesquisando encontrei seu blog...pois ela foi o primeiro adulto que atendi e fiquei muito receosa de não dar conta da situação...seu blog me ajudou a entender um pouco melhor as sequelas dela e hoje consigo dar continuidade ao atendimento dela com um pouco mais propriedade...obrigada você ajudou mais duas pessoas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em poder ajudar! Uma perspectiva de quem jám passou por tudo isso é muito diferente, né?

      Excluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. Prezada Adriana
    É impossível ler seus posts e não derramar lágrimas.
    Eu, minha mami e minhas irmãs estamos passando por este momento delicado com nosso papi.
    Meu querido e muito amado papai teve um AVC isquêmico trombótico na última sexta, dia 20/06/2014. Ele sempre levou uma vida saudável. Mas seu organismo é acometido de uma doença chamada aterosclerose.
    Desde 2004, já foram dois enfartes e dois AVCs, os quais foram transitórios e não deixaram sequelas perceptíveis.
    Porém, o terceiro AVC veio para desestruturar toda nossa família. Todo lado direito dele está paralisado embora, algumas vezes, ele perceba que estamos mexendo em sua mão ou perna. O risco de um novo AVC existe, já que ainda há um coágulo na carótida esquerda que pode se soltar. Mas estamos confiantes, pois dentro de 4 semanas, se tudo correr bem, um novo procedimento eliminará de vez esta probabilidade.
    Hoje, ler seu blog e suas experiências, me ajudou bastante neste momento de sofrimento. Ver que uma pessoa que você ama, que era plenamente ativa, pode ficar limitada dói. É uma dor infinitamente grande, que não dá para descrever. Além da dor para a pessoa que sofre o AVC, todos aqueles que a amam ficam chocados, sensíveis e abalados.
    Assim como sua sugestão em um de seus posts, estou também buscando informações e relatos de pessoas como você, que superaram o problema e hoje levam uma vida normal.
    Eu não tenho como lhe agradecer pelas coisas que escreve em seu blog. Não tenho palavras para descrever a paz que sinto agora ao ler suas mensagens de força, de garra, de amor pela vida.
    O alcance da luz dos teus relatos é infinito e maravilhoso!!!!!
    Parabéns! Luz, sucesso e muita, muita, muita saúde para que você continue acalentando, mesmo que longe, sem perceber e sem conhecer, pessoas que precisam de tua energia positiva.
    Diferente do seu caso, eu e minhas irmãs faremos um histórico da evolução dele (pois agora tenho certeza de que evoluirá), para que outras pessoas não desistam de lutar.
    Beijos mil
    Eliane Capra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eliane,
      São depoimentos como o seu que fazem com que eu, ainda que esporadicamente, alimente o blog.
      Me emocionei muito ao ler o seu comentário. Não deixe de registrar a recuperação de seu pai, pois tenho a certeza que irá ajudar outros, assim como eu tenho ajudado.
      Gostaria de sua permissão para publicar o seu comentário como um novo post. Preservarei a privacidade de seu nome. Aguardo a sua resposta!

      Excluir
    2. Adriana
      Está autorizadíssima!!!
      E pode publicar com meu nome, sem problemas.
      Poder acalentar o peito e dar afagos virtuais não só em quem sofre AVC, mas também em familiares que estão passando (temporariamente) por este mar de sofrimento, é muito importante para nós!
      Beijos mil!!!

      Excluir
    3. Muito obrigada, Eliane! :)
      e melhoras para o seu pai!

      Excluir
  7. Fernanda Botossooutubro 17, 2014

    Tb sobrevivi a um AVC, e acho interessante ler depoimentos e conversar com pessoas q estão passando ou passaram por algo semelhante e se recuperaram... Ainda não tenho movimentos com a mão esquerda mas tenho muita fé... Não tem sido fácil mas quem disse q seria né...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, desculpe a demora na resposta. Estava viajando.
      Continue a sua luta e não desista. Vc já deve ter lido no blog que a mão será uma das últimas partes a responder à recuperação. Hj, depois de 3 anos, minha mão voltou praticamente aos 100%, ainda desinchando o pouco que falta.
      Boa sorte e força na luta!

      Excluir
  8. Obrigada pela resposta mesmo assim, gostei muito do seu blog..

    ResponderExcluir
  9. Olá Adriana estamos vivendo a mesma situação. Minha irmã teve um avci na ponte muito pequeno mas segundo os médicos não haverá recuperação. Está na uti há 30 dias abre os olhos mas não move um dedo sequer. Estamos desesperados pois os médicos dão um péssimo prognóstico de estado vegetativo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenha fé na recuperaçao da sua irmã!

      Excluir
    2. Espero que sua irmã tenha melhorado.

      Excluir
  10. QUE BACANA. É TRISTE VER PESSOAS QUE CONHECEMOS, PASSAREM POR ISSO.

    ESTAMOS PASSANDO UM PROBLEMA ASSIM, MINHA SOBRINHA TEVE BEBE, COM 15 DE DIAS TER TIDO, UM AVC VEIO PARA DAR UM SUSTO EM NOS TODOS. TRISTE DEMAIS, PASSOU OS 60 DIAS ULTIMOS A GORA NO HOSPITAL, SE RECUPEROU ELA E UM MILAGRE, JA FALA, AINDA NAO COME ,

    ESTA COM SONDA, OQUE PREOCUPA É O HUMOR, IRRITADO, QUER BATER, NÃO GOSTA DE ALGUNS ENFERMEIROS QUE VAI EM CASA .

    ESTAMOS ACHANDO QUE ESTA CAMINHANDO PARA UMA DEPRESSÃO.

    É TRISTE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sula.
      Sei como é difícil esse momento para as pessoas próximas,
      Em relação ao humor, que ela apresenta, tende a melhorar. É tudo ainda relacionado à lesão que ela teve.
      Esse período é muito comum que uma depressão surja, infelizmente. Converse com o neuro dela sobre a possibilidade e a indicação de uso de algum antidepressivo por um período. Isso, inclusive, a ajudara quanto ao ânimo para se recuperar.
      Boa sorte!

      Excluir
  11. Adriana hj pesquisando sobre avci encintei o seu blog... De uma certa forma me senti esperançosa, pois meu pai tem 63 anos e encontrasse em coma induzidono ultimo dua 14 ele teve um avc de tronco e so foi diagnosticado dia 15 começando a receber oxigenacao e medicamentos. Estamos desesperadas eu, minha irmã e minha mãe... Choros constantes e desespero utimamente tem sido frequente. Pois uma pessoa totalmente ativa e idepedente esta em um hospital nao e nada fácil. Um fio de esperanca vez ou outra acende em mim, Deus tudo pode...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força para seu pai nessa luta! E para vocês também!

      Excluir