28 de fev de 2012

Assuntos - AVC

Acho que conforme estou me recuperando, o assunto do blog acaba se esvaindo.  Sim, tenho as minhas recuperações ainda acontecendo, e não pretendo deixar de narrá-las conforme vou melhorando.

Acho que consegui esclarecer algumas questões sobre o AVC em geral e pretendo continuar fazendo esse trabalho. 

Começarei a usar outras fontes que passem conteúdos interessantes e pertinentes ao AVC, paralelo ao contar minhas evoluções.

O trabalho de recuperação de um AVC é longo e muito sutil em alguns momentos.  Os outros nos vêem 100%, mas só quem está se recuperando sabe que não é bem assim. 

O corpo tem o seu próprio ritmo.  Por mais que tentemos evoluir em um determinado momento, só quando for a hora certa é que conseguiremos.

Não digo isso para você parar e esperar o próprio corpo se curar.  Até hoje continuo fazendo caretas homéricas nas minhas sessões de fisioterapia.


Continuo a ter um papel fundamental na minha recuperação, juntamente com os profissionais (fisio, fono, TO) que me auxiliam.  Eles são os facilitadores para eu atingir meus objetivos.  E olha que não são poucos!!!

Acho que estou escrevendo isso para me obrigar a não abandonar esse blog, pois pretendo estar ajudando alguém nesse mar sem tamanho de informações na internet.


3 comentários:

  1. Adriana, me identifico com a sua frase do início deste texto. Parece que, à medida que vamos refletindo, contando, botando para fora, o assunto vai se esvaziando, pelo menos nos aspectos em que podemos contribuir. Hoje assisti a um vídeo em inglês, de uma neurociêntista que sofreu um AVC e criou uma palestra para dividir um insight que ela teve. É impossível assistir a esse vídeo sem lembrar de você. Não sei como anda sua compreensão do inglês. É um vídeo longo também, não sei como anda sua concentração. Mas resolvi colocar o link aqui, caso se interesse em assistir. E me ofereço para traduzi-lo por inteiro, ou ir traduzindo enquanto você assiste, caso sinta necessidade. Um bj. Fábio http://www.ted.com/talks/jill_bolte_taylor_s_powerful_stroke_of_insight.html

    ResponderExcluir
  2. Oi Fábio!
    Sim, já vi a palestra dela no TED e li o livro dela, tanto em inglês como em português. Foi logo no início da minha recuperação, e eu fiquei muito, mas muito feliz mesmo, por ter visto que eu não perdi o meu inglês (era uma possibilidade). Escrevi um post (http://avccva.blogspot.com/2011/11/livro.html) sobre ela...
    Virei fã dela e mirei com certeza no seu exemplo de recuperação. Foi muito inspirador quando vi o vídeo dela!
    Beijos pra vc, Ana e Antônio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Achei muito inspirador também, para tudo na vida, não apenas para a situação específica.

      Excluir