30 de mai de 2012

Preconceito - xoooooo!!!!!!

Essa semana conversei com uma amiga que não conversava havia um tempo.

E ela me botou pra pensar numa coisa que nunca pensei muito: o preconceito com a doença (com as doenças em geral).

Eu tô ferrada e meio se parar pra pensar em preconceito.  Como tenho coisa melhor a fazer, saio dessa vibração rapidinho, mas não tenho como reconhecer que o tal preconceito existe.  Perda de tempo, energia, saúde.  Enfim, tudo o que nos faz curar internamente

Infelizmente o preconceito se apodera de algumas pessoas.  Cabe a nós embarreirar, mandar de volta, ou simplesmente ignorar (eu acho o mais prudente!).

Eu como paciente de Ca de colo de útero me vejo sempre explicando às pessoas que o meu Ca não foi causado pelo dito HPV (o tal preconceito com o HPV).  Que perda de tempo, não é mesmo?  Tenho que cuidar de mim, e ponto final.

Infelizmente, a ignorância, a falta de informação leva a um mal estar que se abate sobre quem já tá sofrendo, como se já não bastasse a doença em si.

Outro preconceito é o espiritual/carma/religioso.  Chame como bem entender.

Na hora em que levantam a "pedra", é fácilimo atirar.  Como sempre, a ignorância torna as coisas tão fáceis, menos complicadas.

Se fulaninho tá passando por isso, ah, "- Ele deve ter aprontado alguma em outro momento".  Santíssima ignorância de novo!

Como indiquei no início do meu blog, o livro "Quando coisas ruins acontecem às pessoas boas" mostra que essa regra não existe, e se pararmos para pensar direito, não existe MESMO.

Caos, aleatoriedade existem no mundo.  E muitas dessas mazelas se deve a essa falta de ordem.  Apenas isso.  Não precisamos buscar razões-mil para tudo.  Acontece.  Infelizmente.

Se no MEU caso eu ficasse ligando, o mínimo que fosse, pro preconceito das pessoas, eu TAVA ferrada.  Cancêr, AVC, AVC de novo, recidiva do Ca, ufaaaaaaaaa. Chega, né?

Infelizmente, eu me deparo com casos muito piores que o meu.  E isso me coloca no lugar: como é simples (ainda que seja complicado!) tudo que eu estou passando.  Espero que os outros arranquem forças antes inimagináveis dentro deles para seguir bem o seu caminho.

Despida de preconceitos, vejo como as pessoas encaram seus problemas.  Não devemos colocar um fardo a mais nas costas de quem já tem problemas demais.  Se você está bem, ÓTIMO.  Ótimo mesmo! Não sobrecarregue quem já está sobrecarregado com o que é importante, e não viaje na maionese tentando criar teorias descabidas.

Deixe o preconceito de lado e dê força a quem precisa!

Pensando nisso, foi criado um projeto simples, mas de força enorme: o DOE PALAVRAS.

Venho pensando nesse assunto há alguns dias.  Meio que num desabafo, soltei!

2 comentários:

  1. Força, Deus só nos dá o fardo conforme a nossa capacidade de poder carregar. O preconceito existe, e daí? temos mais o que fazer, siga em frente de cabeça erguida, sua caminhada é longa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza!
      Mas que as pessoas tinham que ser menos preconceituosas, ahhhh, isso tinham!

      Excluir