25 de abr de 2012

Estilo de vida

Desafios a frente.  Desafios vencidos.

Considero excelente a minha reação a quimio até agora.  É lógico que ainda tenho um longo caminho pela frente.  A tal "toxicidade" pode estar a espreita em qualquer esquina.

Apesar de todos os meus problemas, que não são poucos, ainda prego a minha cartilha: alimente-se bem e não deixe de se exercitar.

Tenho a convicção de que, graças a essas duas dicas (super conhecidas, diga-se de passagem), minha recuperação, reação, reabilitação (o que seja), todas tem sido previlegiadas por um hábito que carrego há alguns anos.

Ai vocês se perguntam:  ué, mas se eu mesma, euzinha segui a minha cartilha, e não tive muita sorte com a minha saúde, por que "eu/você" devo/e seguir?

Como nessa frase mesmo coloquei: sorte/azar/falta de sorte (como você preferir chamar).  Mas eu tenho a certeza de que esse minha "receita" está me ajudando de alguma forma.

Na reabilitação dos meus AVCs: quase que incrível a minha recuperação.  Inacreditável para muitos que me vêem hoje.  Na minha quimioterapia (até então):  sem muitos altos e baixos, a não ser aquela ressaquinha de leve (esperado, não???).

Seguindo à risca a dieta passada pela minha amiga "M3", que está acompanhando todas as minhas taxas.  Fisioterapia: não estou pegando pesado (nem posso!), mas não deixo de praticá-la. Cuidando, preventivamente, de minhas juntas e articulações (efeito colateral da quimio, me disseram).

Então, por mais punk que esteja sendo tudo que estou passando, mantenho a minha linha de pensamento.  Tudo está indo super bem.  Por que mudar a rota nessa altura do campeonato.

Digo e repito: o estilo de vida saudável me proporciona uma recuperação impressionante.

Pode deixar que não abandonarei isso.  Sei o quanto tem sido importante!

Nenhum comentário:

Postar um comentário