18 de abr de 2012

Desculpa - AVC

Retornei finalmente às minhs atividades com a Fisioterapia.

Existem tantas opções que podemos trabalhar durante uma sessão, que não apenas força (se é que tenho!).

Pra equilibrar meu quadro, já que estou com outros tratamentos em paralelo a minha reabilitação, minha fisio "N", que para minha felicidade já trabalhou também em oncologia, me explicou uma série de coisas que podem ser afetadas por conta da quimio.

Alongamento sempre.  Exercícios de concentração, de memória.  Contagem de séries (sim, para exercitar minha percepção). Tudo, tudo que possa incrementar meu quadro neurológico ainda debilitado pelo AVC. 

Coisas que não passam pela nossa cabeça, mas, sim, que temos que exercitar.  Uma simples contagem 1, 2, 3, 4, 5 [1] e de novo 1, 2, 3, 4, 5 [2] e de novo 1, 2, 3, 4, 5 [3] e assim por diante enquanto você está exercitando, mexe com um bando de neurônio que você não faz idéia.

Falta de concentração.  Me afeta demais durante a contagem.  A ponto de ter que fechar a porta para não me distrair com ruído fora do meu quarto (estranho, né?).

O que tenho que tentar fazer agora é sair de uma série e engatar em outra de forma mais harmoniosa, mais natural.  E não como venho fazendo: termino uma e parto do "ponto zero" para começar a outra.  Tem que ser natural: 1, 2, 3, 4, 5, 1[1], 2[1], 3[1], 4[1], 5[1], e assim por diante... (minhas amigas da malhação sabem do que estou falando!).

A execução simultânea de tarefas ainda exige concentração.  Como para qualquer um.  Só que eu (só eu!) sei o meu parâmetro.  Então é atrás dele que estou!  Ainda falta, mas já melhorei MUITO!

Os outros não percebem, mas EU percebo.  Ainda bem que temos parâmetros, pois são atrás deles que devemos ir (ou ultrapassá-los!).

Estava aqui pensando que minha escrita do início do blog pra agora deve ter melhorado (assim espero eu, rsrsrs).  Como algumas funções são comprometidas e como essas mesmas funções vão sendo recuperadas.  Mas ao mesmo tempo consegui reparar como estou meio perdida no tempo, sutilmente.

Minha prima-irmã-amiga "C' que me perdoe, mas eu tive a capacidade (ou a falta de) de passar o aniversário dela sem sequer me lembrar.  Imperdoável.  Mas da forma que foi foi tão estranho, se não engraçado.

Sei exatamente que estou no mês de abril, mas em algum lugar na minha cabeça estou em março.  Lembrava do aniversário dela pra daqui a um mês, mas lembrava.

Muita gente pode estar lendo e achar normal isso, mas EU sei que não é. 

Com um pedido de desculpas no blog, e mil desculpas no telefone, ainda espero que ela me perdoe pelo meu momento "sequelada", como costumo brincar!

DESCULPA!

4 comentários:

  1. Adriana, JURO que estou tentando me recuperar de uma gripe infernal - e que não passa - para ir aí bater papo. Mas com essa gripe é arriscado, não dá. Tenho sinais de melhora. bj

    ResponderExcluir
  2. Dri querida,

    para de se desculpar. Sei muito bem que vc jamais vai me esquecer rsrs. Te amo muito!!!! Beijos

    ResponderExcluir
  3. A capacidade de concentraçao fica assim mesmo tmb estou assim , sofri um aneurisma em fevereiro de 2010 ainda estou em reabilitaçao com o lado esquerdo amortecido a perna voltou a funcionar o braço ainda nao. Mas com muita fisioterapia e pilates e ortese sei que vai voltar. Agrdeço muito ao meu marido que esta tentando ter paciencia comigo minha familia e amigos nao sobraram isso me revolta um pouco qbuando vc esta bem esta rodeada de colegas qnd adoece tds somem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltará, com certeza e determinação! Você já é uma vitoriosa!
      Temos que fazer nossa parte e sempre desafiar nossa cabeça, nossos músculos. Não podemos nunca ficar na "zona de conforto". Devemos ir além!
      Força na sua batalha!

      Excluir