27 de abr de 2012

Confissão


Uma confissão.

Gente, resolvi assumir que não terminei o quebra-cabeça que comecei há um tempinho.



Já tava me incomodando ter que ver aquele monte de peças em cima da minha mesa e, em paralelo, a mínima vontade de terminá-lo (Puzzle - AVC).

Acho que a função inicial que dei ao me propor a montá-lo funcionou.  Consegui montar cerca de 90% dele.   Tá bom né?  Sendo que os 10% que faltaram são de azul irritante, que praticamente eu tinha que peça a peça, encaixe a encaixe, para ter a sorte da combinação!  Ninguém merece!

Montar a borda, depois separar as cores, as texturas, tudo conforme o script inicial. 

Deu para ter uma noção boa que a minha organização interna tá aqui!

Como disse anteriormente, foi um desafio sim.  Montar cerca de 1250 peças não é para qualquer um não!

Desenvolveu minha percepção, minha coordenação de braço/mão direita, minha metodologia, diferenciação de cores, e por ai vai...

Recomendo MUITO essa tarefa para quem está se recuperando, ou para dar de presente a quem está. 

Mas não deixe de explicar o motivo pelo qual está dando! Como paciente em recuperação, eu recomendo que você explique.

Temos que ter uma meta clara na nossa cabeça.  Temos que saber para que serve cada desafio que nos é dado, seja ela físico, mental, ou os dois conjugados.  Temos que tentar superar nossas limitações.

Só assim vamos recuperando o que foi perdido.  Voltando a ser o que era.

Sim, acho que, apesar de não ter terminado o quebra-cabeça, ele cumpriu o seu papel.  Já estou querendo voltar a fazer SUDOKU para ir a outro nível de quebra-cabeça.


Desafio lançado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário