11 de abr de 2012

Semana reclusa - AVC

Pelo momento que estou passando, recomenda-se ficar mais resguardada por conta do meu organismo estar com baixa imunidade. Conclusão: uma semaninha sem minha fisioterapia.

Nada impede que eu faça alguns "exercícios", que não exijam esforço, para incrementar minhas evoluções.

Por exemplo, ainda mexo muito com os meus dedos da mão direita, pois ainda estão ligeiramente inchados.  Imperceptível para os outros, mas para mim sei exatamente qual a sua diferença para o normal.

Um a um, os dedos vão recuperando sua forma original, do mindinho para o polegar.  O mindinho já está quase zerado, o "seu vizinho" também tá chegando lá, mas precisa melhorar.

Pessoal, mexer com os dedos da minha mão não exige esforço.  Então tô liberada para isso.  Escrevendo o blog exercita minha mão também, além da coordenação, da atenção, do planejamento, ou seja, de tudo.

Continuo jogando em meu computador, exercitando, acredito, minha atenção, minha vista, etc.  É um desafio para mim bater meu próprio recorde.  E visivelmente, a cada semana, consigo melhorar os pontos.

Não, não acho que é por estar mais familiarizada com o jogo, mas sim por perceber mais, por ter mais agilidade na mão do que antes, por estar me concentrando mais fácil. 

Fundamental esses exercícios.  Para a mente, para o corpo.  Tenho que me desafiar, por menor que seja o desafio, todos os dias.  Sem desafio, a recuperação não tem sentido.  Felizmente todo dia penso em algo que tenho que melhorar, não posso focar apenas no que era bom e não o é mais.  Mas sim que irá ficar, com o meu esforço, com a minha determinação, o que posso fazer para recuperar.

Tudo é mais lento a essa altura do campeonato.  Antes evoluções que eu via diariamente, hoje eu vejo semanalmente, mensalmente.

Mas não deixa de ser gratificante.  A sensação de conquista não deixa de ser a mesma.

Para pessoas que não passaram por isso, é muito sutil, muito imperceptível.  Não conseguem dimensionar.  Não deixe que não te desanimem.

Graças a Deus meus amigos são como uma torcida organizada.  Todo dia tem um ou mais "Parabéns, amiga!"

Nenhum comentário:

Postar um comentário