29 de nov de 2011

Dores - AVC

Eu fui para uma visita de rotina à minha neurologista.  Antes de tudo, ela ficou muito feliz em me encontrar andando sem nada, pois na minha última consulta com ela tinha ido de andador (nem de bengala foi)!  Ela até comentou que eu parecia que não tinha tido nada, que só estava andando com mais cautela!
Muito bom isso!  Consulta agora só em 2 meses.
Neste meu post eu queria falar de uma coisa não muito agradável: dores.  Posso dizer que de uma forma um pouco previlegiada eu não senti dores maiores. 


O que eu me surpreendi, foi com a minha dor no meu ombro direito (o lado paralisado, ou melhor, parético).  Minhas fisios me explicaram que como eu fiquei sem movimentar por um determinado período de tempo o me braço, acabou por ocorrer uma "sub-luxação" no meu ombro, por conta de fraqueza muscular e pelo meu braço ficar um período sem se mexer.
A dor ninguém merece.  Há um tempo atrás, eu era literalmente acordada com essa dor no meu ombro!  Parecia uma faca entrando no "meio" do meu ombro direito!  A dor melhorou consideravelmente, uma vez que acordo sem ela! Mas determinadas "manobras" em meu braço direito ainda me incomodam demais.
Quero aqui me manifestar aqui que para que você não pense que um paciente pós AVC não deve apresentar dores só porque não houve um trauma específico! Eu tenho dores nas junta da minha mão direita, dores estas que estão indo embora com meu empenho na fisioterapia.  A dor do meu ombro, a médica me disse ontem, que eu devo tê-la por um bom (mau) tempo.
Vá se exercitando no limite que sua fisioterapeuta lhe diz.  Eu digo que é aquela velha dorzinha boa, quando me exercito bem (isso no meu limite).   Não se deixe sentir derrotado na primeira dor que sentir.   Acredito que isso é um sinal que seu corpo está começando a reagir!  Até os seus músculos retornarem, você precisa de um tempo para se adaptar!
Atenção: cada AVC é um AVC.  Suas dores podem ser diferentes da minha!

40 comentários:

  1. Oi, estava passeando pelo face quando descobri sua página e o link para este blog, também sobrevivi a um AVC, foi em janeiro/11 tenho 48 anos, estou em fase de recuperação. Fiquei internado por 10 dias, meu lado afetado foi o direito (pq a gente tem a necessidade de contar tudo pra todo mundo, precisei tb fazer fono e agora só faço fisio, ando com dificuldade (apoiado em bengala)aos poucos vou recuperando o movimento do braço. Com fé as coisas voltarão ao normal.

    ResponderExcluir
  2. Boa sorte na recuperação!
    Não desista nunca!
    Estamos na luta juntos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Adriana, meu nome é Julia, tenho 25 anos e há um ano tive um AVC isquêmico que afetou o lado esquerdo corpo. Os problemas de fala foram bem temporários, menos de minutos, no entanto foram meses de fisioterapia para fazer o braço e perna voltarem a funcionar +ou- como antes (ainda espero e luto para que voltem ao que era antes). Não tenho queixas, hj levo uma vida praticamente normal, mas as dores ainda me incomodam bastante. Tive desde o início uma política de não pesquisar nada na internet, apenas ao meu médico, pois há muitas informações desencontradas com coisas bastante assustadoras (rs). Ontem, pela primeira vez, sentindo a mesma dor no ombro que vc mencionou, resolvi pesquisar para saber se era "normal" isso. Foi uma benção encontrar seu blog e ler as suas experiências e me identificar com muitas delas, tudo de uma forma bem documentada com pesquisas e opiniões médicas. Foi por isso que vim te agradecer pela iniciativa do blog e pela força de em meio a tanta dor e luta você ainda ter forças para escrever e abençoar outras pessoas. Que Deus continue abençoando a sua luta, te dando forças e motivação para que daqui há alguns anos isso tudo seja apenas uma lembrança da sua garra. Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Julia, força para você. O intuito do meu blog é poder ajudar quem precisa!
      Muito obrigada!

      Excluir
  4. Oi Adriana,vc é um exemplo a ser seguido, parabéns.Meu pai de 70 anos deve um AVC que de imediato causou dormência em seu lado direito por falta de informação ele se internou apenas 6 dias depois.Ficou 10 dias no hospital e resumindo ele foi afetado na coordenação motora, Ass como vc, ficou a dor no ombro direito e que está se agravando com a fisioterapia. Tenho MT dó dele, super ativo e as dores não o deixam fazer nada. Quando ele insiste em ficar de pé, ter uma vida normal ele trava tudo, pé, perna.....Me ajuda. Kkkk
    Obrigado, Alisson

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alisson! Fico feliz em levar um pouco de esperança em casos como o de seu pai. Essas dores passam. Eu sei que é difícil de acreditar, mas melhora sim! Converse com o fisioterapeuta que está cuidando de seu pai para entender melhor esse processo de recuperação. E faça com que seu pai participe dessa conversa. Ele, antes de qualquer pessoa, tem que entender quais limitações ele enfrentará nessa nova luta.
      Boa sorte!
      Adriana

      Excluir
  5. Bom dia, meu nome é Andreia , meu pai teve um AVC em 02/2016 e hoje ele sofre muito com a dor no ombro esquerdo.Hoje mesmo ao sair de casa estava bem frio(10 graus) e ele estava sentindo muita dor e eu fiquei muito triste por não poder ajuda-lo.Hoje pela manha conheci voces e fiquei muit ofeliz pelos comentarios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos aqui para ajudar no que for possível!

      Excluir
  6. Olá, minha mãe teve AVC há quase nove meses. Ainda dar umas crises de convulsões (sendo que toma o Hidantal), creio que é falta de orientação médica, ela irá se consultar, ela tomava clopidogrel parou e sirvastantina. Ela mexe bem pouco o lado esquerdo onde foi atingido e sente dores. E hoje ela teve uma crise após acordar, será porque? Me ajudem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Antônio Carlos, sinto em não poder ajudá-lo. Não sou da área médica, apenas passei por um AVC, há mais de 5 anos.

      Excluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Meu pai sofreu dois AVCs, um ano e um mês do primeiro, teve o segundo, que já fez um ano em abril (do segundo), com um mês, teve trombose, o que complicou ainda mais a recuperação ele. Ele reclama de muitas dores no ombro. Infelizmente é preguiçoso nos exercícios da fisioterapia, só faz com a fisioterapeuta, fora isso, pouco faz e isso me entristece porque falo pra ele fazer os exercício, ele diz que fez, mas vejo que não faz.

    Que bom de sua recuperação e determinação, pois é isso que todos tem de ter, determinação para voltar os movimentos e ter uma vida "normal".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que seu pai se anime com a fisioterapia e faça sem ser presencial. Isso faz muita diferença mesmo em nossa recuperação!
      Força nessa luta!

      Excluir
  9. Oii; meu pai sofreu um avc semana passada, passou 6 dias internado. Paralisou o lado direito dele e estamos na primeira semana com ele em casa. e nesse momento ele ta reclamando muito do braço que ta pparalisado. E eu fico sem saber o que fazer, se essa dor é um bom sinal ou uma coisa ruim. ele vai começar a fisio semana que vem. quero muito q ele volte logo com os movimentos do lado esquerdo. Obrigada de ja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flávia, a dor é muito normal já que o corpo está em uma nova configuração. Nós não temos noção quanto um braço paralisado pesa, e isso sobrecarrega muito o corpo. Converse com a Fisio sobre essas dores e veja maneiras de aliviar um pouco, se possível. Boa sorte na recuperação de seu pai!

      Excluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Olá minha mãe sofreu um avc isquemico em fevereiro deste ano e voltou a andar por uns dias. Mas agora em 20de maio sofreu outro avc junto com uma pneumonia e ficou 16dias no hospital e agora tá em casa, mas ela chora bastante, não movimenta o braço direito e o esquerdo movimenta bem pouco, e ela não tem equilíbrio nem pra levantar da cama e sentar... tô preocupado ela já tem 72 anos, pois a gente tem que dar comida na boca dela e ela nem se sente quando faz as necessidades.. É normal isso com fisioterapia ela volta aos mesmos movimento será. Mas ela diz que não tem dor. Alex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alex, é fundamental para o melhor bem-estar da sua mãe que ela tenha uma fisioterapeuta supervisionado-a. Assim ela poderá melhorar em relação ao equilíbrio e aos movimentos. só um profissional da área poderá te dar uma resposta quanto a melhora de sua mãe. Melhoras e força pra essa guerreira!

      Excluir
  12. Meu avô teve um Avc este ano na glória de Deus está andando e trabalhando fazendo fisioterapia, ele ficou de cadeira de toda por um mês, hoje o que mais encomoda ele é a pressão e uma grande dormência e peso no lado direito todo .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que essa pressão e dormência devam melhorar com o passar do tempo. Acho que vale tirar essa dúvida com o neurologista dele. Melhoras para o seu avô!

      Excluir
  13. Ola. Sou Lilian, hoje tenho 29 anos e tive um AVC a 10 anos, decorrente de um acidente ( trauma), fiz muitas fisioterapia e melhorei bastante, mas nunca senti dores, só no primeiro mês após o acidente. Mas por esses dias comecei a fazer natação, pois era um sonho de infância, mas desde então tenho sentido muitas dores no braço que não movimento,mesmo " sem usa-lo" na natação. Será q é normal isso? Será q devo parar com a natação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lilian,
      Não saberia tirar sua dúvida. O melhor mesmo seria conversar com um fisioterapeuta para tirar a sua dúvida. Acredito que o movimento das outras partes ainda criam um impacto para o braço sem movimento...

      Excluir
  14. Olá sou Daiana, estava pesquisando sobre oq aconteceu com o meu pai e achei este blog vim desabafar um pouco eu e minhas 3 irmãs estamos passando por uma barra, o meu de 48 anos sofreu de um derrame na área do tronco ele está na UTI faz uma semana, estou com muito medo de perder o meu pai,agora apareceu nos exames pneumonia e infecção, e hoje sedaram ele, será q o meu pai tem chance de sobreviver ele está com o coração muito fraco se alguém poder me dizer algo q me dê esperança estou muito angustiada...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daiana,
      Sinto muito pelo seu pai. Imagino o que a família está passando.
      Sugiro que você procure grupos no Facebook, ligados ao assunto AVC, para colocar suas dúvidas. Lá as pessoas comentam mais sobre alguns questionamentos. Aqui, conto mais sobre a minha recuperação e para mostrar as pessoas que podemos sim ter esperanças, por mais que a situação mostre que não.
      Desejo muita força para ele e para você e suas irmãs!

      Excluir
    2. Ola Daiana
      Passamos pelo mesmo problema com meu pai, ele tem 56 anos. E o dele foi avc isquemico . Do meu pai paralisou o lado esquerdo passou por uma cirurgia na cabeça pq tava afetando todo o cerébro, os medicos nao dava esperança nenhuma dizendo pra gente orar muito. Graças a Deus passou pela cirurgia e sobreviveu mais ainda c grande chance de chegar a falecer. Ficou na uti em coma induzido por 4 dias e quando acordou estava com o coraçao fraco tambem e pneumonia, foram mais 15 dias na uti e os medicos sempre falando q a chance dele sobreviver era minima. Mais Deus é muito bom nao deixou q ele se fosse. Meu pai usou sonda traque ficou mais alguns dias no hospital e agora ta internacao domiciliar q foi a melhor coisa, com a fisioterapia ele ja tirou a traque e a sonda e fala algumas palavras, agora falta recuperar os movimentos, mais o maior susto ja passou �� Tenha fé q dara tudo certo Deus é alem da medicina. Força

      Excluir
    3. Thais, obrigada por contar seu caso. A participação de vocês no blog é fundamental para ajudar os outos. Muito obrigada e força para o seu pai nessa luta.

      Excluir
  15. Bom dia Adriana....fico muito feliz por sua vitória e nós compartilhar!
    Minha Mãe sofreu AVC isquêmico no dia 23 de setembro de 2017 e teve paralisia no lado esquerdo sem perca de sensibilidade, agora já está voltando alguns movimentos da Mão e Perna porém sente muita dor no braço e Ombro e a perna não mexe ainda nem o tornozelo e nem os dedos mais estou muito feliz com a recuperação dela, e tenho fé que logo estará dando os primeiros passos e ela tá sendo muito guerreira e focada não deixou de abater e isso que devemos fazer...
    Obrigado pela postagem !
    Uma dúvida quanto as dores você tomar algum chá para aliviar? Essa noite EA não dormiu quase nada de tanta dor! Se puder me ajudar agradeço
    Abel Aragão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa pela demora, Abel. Espero que sua mãe esteja melhor.
      Nunca tomei nenhum chá para a dor. Consulte o neuro para ver se é possível algum analgésico para as horas mais críticas.
      Boa sorte!

      Excluir
    2. Boa Noite Adriana!!
      Está melhor sim... algumas da dores tá aliviando a cada movimento conquistado o Ombro que é o mas doloroso o Médico falou que faz Parte do AVC,você sofreu com essas dores??
      Hoje ela já está Andando um pouco com auxílio Graças a Deus...Muito Obrigado pelo Retorno...

      Excluir
    3. Sim, sofria demais com o meu ombro, parecia que tinha uma faca nele! Horrível. Não imaginava que a dor iria desaparecer com o tempo, como tinham me falado. Mas foi o que aconteceu. A cada melhora de movimento, a dor ia diminuindo. O importante é não desanimar dos exercícios, para o quadro ir melhorando a cada dia!

      Excluir
  16. Oi meu pai teve um avc afetou a garganta dele,ele não conseguia deglutir, mas agora consegue, só que ele cospe fora do normal,elê sente muito frio,muita dor principalmente no lado afetado,a perna dele fica falha as vezes,acorda gemendo de dor,já não sabemos o que fazer pra ajuda lo.Queria saber se as pessoas aqui sentem algum desses sintomas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas dores acontecem, infelizmente. Pergunte ao neuro dele se teria um analgésico para esses momentos... conforme o movimento for acontecendo, a dor tende a diminuir...

      Excluir
  17. Bom dia! Meu pai sofreu um AVC e perdeu os movimentos das pernas e tem sentido dores intermináveis nelas. Existe alguma medicação indicada? Ele não tem conseguido dormir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Will, não sou médica... Consulte o neuro que está cuidando dele e pergunte sobre um paliativo para essas dores. Sei o quanto isso é complicado, mas remédio é coisa séria, ainda mais para quem acabou de passar por um AVC. Boa sorte

      Excluir
  18. boa tarde! minha mãe tambem sofreu um AVC,ela sente muitas dores,vômitos,perdeu um pouco da visão, ela toma muitas medicações e nao ta tento resultado nenhum...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. É importante que sua mãe tenha um acompanhamento de um fisioterapeuta e de um neurologista. Não desista dessa luta! O caminho é longo, mas precisa ser trilhado!

      Excluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Bom dia, Adriana, procurando algo sobre as dores apos AVC, encontrei seu blog.. Vou relatar um pouco da Historia da minha Mãe Maria José com 57 anos de idade, descobrimos em Março em 2017 um aneurisma, com exames foi detectado 2 aneurisma de uma tamanho grande, tinha que operar com urgência, dia 31 Maio fez a cirurgia, no decorrer descobriram que eram 3 aneurisma que outro estava escondido, e fizeram um cirurgia com 3 clipagem de aneurisma, pelo cranio. Depois da cirurgia foi para a UTI, pra recuperação, depois de dois dias na UTI teve um AVC isquêmico, ficou 20 dias na UTI, teve alta Qualificada, fez traqueostomia,, Ficou com Afazia na fala, paralisou o lado direito do corpo, pois o AVC foi o lado esquerdo e paralisou o lado direito.
    Depois de toda esta luta, pra Honra e Gloria do senhor, ela esta se recuperando aos poucos, hoje anda, com alguma limitações, o neurológico ainda tem dificuldades na fala, mas reconhece tudo, apenas não consegue falar a palavra certa do objeto..
    Faz Hidroterapia,Fono,mas ainda chora muito por causa da dores que sente do lado direito do corpo, principalmente as pernas, isso me deixa muito triste em ver ela sofrendo e não conseguimos fazer cessar essas dores..já fomos em varias opiniões medicas, apenas passam remédios, etc... mas ainda continua..
    infelizmente sabemos que é com o tempo e muita hidroterapia e fisioterapia.. para conseguir, mas o importante que estamos todos juntos, e cada dia mais tenho fé que ela ira vencer..Dia 31/05/18 ela completou 1 ano de cirurgia, comemoramos esta data, porque para nos ela nasceu novamente s2..
    Adrina obrigada pelo seu depoimento, que ajudou ver muitas coisas,pois infelizmente sobre a doença do AVC, não temos muito conhecimentos, informações desencontradas, acho que deveriam falar muito mais sobre a evolução em si do paciente e o quanto´é importante sempre tem o apoio da família, porque a mudança pra eles é muito difícil.. Gostaria de pedir se tivesse algo a mais para me acrescentar sobre as dores, ficarei agradecidamente..

    Att: Letricia Terebeli

    ResponderExcluir
  21. Boa noite, meu pai teve um AVC hemorrágico a 12 dias atrás.
    Ficou 5 dias no hospital e agora está em casa, se queixa muito de dor forte no peito. Espero que não seja nada grave, e que seja "normal" pós AVC.
    Pois se dependermos da saúde pública, ficamos de mãos atadas.

    ResponderExcluir