21 de jan de 2012

Espelho, espelho meu... - AVC

"... Existe alguém mais belo do que eu???"  Como no famoso conto de fadas, nada melhor do que um espelho para eu ter a dimensão correta do meu esquema corporal.

Instalei no meu quarto, após um rápida reforma sugerida pela minha amiga "M", uma parede só de espelhos.  Além de me proporcionar uma amplitude em meu quarto (casa pequena, mas não preciso de mais...), me ajudou a ver com claridade o que está acontecendo com o meu ombro.

Braço mexendo bem melhor.  Mas o ombro ainda usa um outro grupo de músculos para levantar, dando assim uma assimetria em relação ao outro.

Como um simples espelho te faz reconhecer o seu corpo. Essa semana, em uma das minhas sessões de fisioterapia, literalmente eu recebi de dra. "N" uma aula do que aconteceu comigo, possíveis seqüelas, etc.  Tudo explicado para mim dentro do meu nível de conhecimento, uma vez que não sou profissional da saúde.

Das possíveis seqüelas do meu ombro, eu já consegui me livrar de duas.  Faltam ainda umas três que eu irei "correr atrás" para ficar zerada.

Quando você tem a oportunidade de entender o que realmente está acontecendo com você, mais fácil de processar a informação e "correr atrás do prejuízo".  Fundamental para mim essa semana ter essa aula e junto o espelho, para reconhecer assim o meu esquema corporal.

Se você puder trabalhar (fisioterapia) em frente a um espelho, melhor.  Você conseguirá uma simetria que longe do espelho vai ser difícil você se conscientizar.

Sem querer, minha amiga "M" me ajudou com isso.  Muito obrigada!

A aula foi outra coisa importante para mim.  Temos que ter consciência do trabalho que estão fazendo, o por quê, o que afeta.  Fisioterapia não pode ser apenas um série e ponto.  O profissional que nos acompanha deve-nos explicar tudo.  Como consertar, se você não sabe o que está "enguiçado"?

Uma academia particular... É quase isso que meu quarto virou... Halteres, caneleira, tera-band, etc,

Nenhum comentário:

Postar um comentário