13 de dez de 2011

Idéias - AVC

As idéias vão rareando (nem sei se esse verbo existe).  No início temos muitos assuntos, porque temos muitas pequenas-grandes vitórias.  Depois é a luta para recuperar coisas que passam desapercebidas de meros mortais.
Sim, eu me considero um ser à parte dos meros mortais.  Até mesmo por já ter encarado a tão temida MORTE (ninguém gosta de tocar muito nesse assunto, e com razão), sou diferente mesmo! É meio piegas, mas é verdade: a gente passa a encarar a vida de uma perspectiva diferente, ou como gosto de dizer "Só passando por uma experência dessas, é que você é enquadrado na real".
Não posso e não vou desistir de minha luta pelos 105%.  Acho que devo ter direito a isso! 
Recuperar movimentos finos não é fácil, mas também não é impossível.  Quero voltar a andar graciosamente (que bobagem, né?  Mas é importante para mim.)  O esforço descomunal para escrever meu nome já dá um pequena exemplo do que quero dizer.


Comecei na minha TO (Terapia Ocupacional) a desenvolver atividades com minhas duas mãos!  Quem diria que eu não me lembro mais como se faz um barquinho de papel!  Você aí lembra?  Dá uma tentada...
Pois é, sem querer enganar ninguém eu tive que recorrer a uma cola.  Não sei se é coisa do AVC ou não, mas não me lembrava.
No final, colando ou não, deu certo.   Coisas simples que terei que treinar à exaustão.  Coisa de criança mesmo.
Não posso desanimar nesses momentos, tudo faz parte da recuperação.
Antes as vitórias pareciam grandes, e hoje nem tanto... Pura ilusão de ótica!  Tudo é importante!  Toda vitória nesse processo tem que ser comemorada como se fosse a primeira!
Não repare se não der para escrever diariamente, tá faltando assunto (até mesmo porque estou exausta).  Como disse em outro post, (esqueci o que ia escrever...).
Assim é a minha nova dinâmica.  Não desistirei!  É ralação mesmo, mesmo dando a impressão para os outros que eu não faço nada.
Cada dia é uma novidade!  Tenho que me esforçar mesmo para ter minha recompensa (parece papo de adestrador de cachorro)!
Com um novo desafio vencido, partimos para o próximo!

2 comentários:

  1. Nem lembrava de barquinho de papel, mas agora com neto nas redondezas, vou tentar....

    ResponderExcluir
  2. Tente, faz muita diferença com algo tão simples!

    ResponderExcluir