8 de dez de 2011

Malhação do braço - II - AVC

Cara, eu vou te falar!  Tá difícil!  Nunca pensei que um "pesinho" de 2kg ia me dar tanto trabalho!
A sensação que eu tenho é que ele pesa uns 6kg, 8kg, como estava acostumada a malhar.  Então não vou com a desculpa que eu tenho força, pois no momento isso não é verdade!
Exige muito do meu corpo... Tem algumas sessões de fisioterapia que eu chego a pingar de suor (verdade!).  E olha que até então eu achava que fisio era "moleza".
Sem comentar que há dias que um dos meus glúteos (mais decente falar assim) vem doendo.  Sento à noite na minha cama sempre com um saco de água quente, na tentativa de aliviar a dor...
Como "MP" já dizia: "No pain, no gain!" (mais ou menos "Sem trabalho nada se alcança").  É lógico que com o tempo que malho já sei qual é o meu limite para dor!  Como gosto de dizer, "aquela dor gostosinha"!



Tá valendo e muito à pena!  Meu dia só se resume a exercícios!  Um fim-de-semana que me dediquei mais ao braço, sem necessariamente estar acompanhada da fisio (gostaria de dizer que todos os exercícios foram orientados por elas), já comecei a sentir menos dor!
Minha ajudante "E" fala:  "Adriana, você não para um segundo!"  Eu posso dizer que é quase verdade!
Estou sempre em busca de algo para fazer! E acredito que graças a esse meu espírito tenho tido uma recuperação que para muitos é miraculosa!
Eu costumo brincar que no momento não me chamo Adriana, e sim recuperação!  Só vou tirar uma folga quando ficar "boa".  Como digo vou tirar umas férias merecidas em alguma praia deliciosa desse Brasil e vou aproveitar para levar meu "anjo-da-guarda" para descansar também, porque ele merece, e MUITO!
Estou totalmente dedicada a isso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário